Links de Acesso

Barack Obama foi bom para África, dizem políticos angolanos

  • Coque Mukuta

Presidente Barack Obama

Presidente Barack Obama

Continente africano ausente dos debates eleitorais nos Estados Unidos

A menos de uma semana das eleições nos Estados Unidos, diversos políticos angolanos manifestaram satisfação com a política do presidente Barack Obama para com África.




Isto apesar do continente africano mal ter sido mencionado no debate sobre política externa entre o Presidente Obama e o candidato Republicano Mitt Romney.

Aliás, foi o candidato republicano, Mitt Romney, quem fez referência ao Mali e às ameaças da al-Qaeda no Norte de África. Em alguns países africanos, há queixas de que o presidente Barack Obama – no debate como na sua presidência – não prestou atenção suficiente ao continente dos seus antepassados.

Entre a oposição angolana a actuação do presidente americano para com África tem contudo nota positiva. Raul Danda, da UNITA, respondeu ter visto muitas recomendações do Presidente Obama aos líderes africanos.

“É verdade que os africanos esperavam muito dele, mas ele lançou ideias muito claras a aconselhar os governos africanos, os líderes africanos a pautarem pela transparência e pela boa governação,” disse

Também o almirante Gaspar Mendes de Carvalho "Miau”, da CASA-CE, diz que Obama tem prestado atenção a África.

Em relação às prioridade para África após as presidenciais americanas, de 6 de Novembro, Raul Danda entende que o futuro presidente dos Estados Unidos da América devia dar mais apoio político e diplomático aos países africanos.

“Muitos dos líderes africanos procuram fazer da chefia um veículo para enriquecer as suas famílias, os seus amigos e a si próprios,” disse.

“Gostaria de ter a América mais acutilante no sentido de dar apoio político e diplomáticos aos países,” disse

Para Miau o desenvolvimento da África é prioridade para o velho continente: “A ajuda fundamental poderia mesmo estar virada ao desenvolvimento económico porque a partir da o resto se resolve,” disse

“Também há problemas de insegurança que existem em todos continente, também algum apoio podia-se dar para ajuda áos nossos países” frisou.

Marcolino Moco político ligado ao partido Governante entende que Obama não fez muita coisa no seu mandato mas terá dado passos simbólicos significantes.

“Obama não terá feito muita coisa, mas praticou gestos muito significantes” disse.
“No Ghana concretamente em Acra Obama fez um discurso em que apelou à solidificação das instituições e não á veneração das pessoas” lembrou Moco
XS
SM
MD
LG