Links de Acesso

Angola: Duas centenas de artistas participam no festival “Zwá: Pura Música Mangop”

  • Pedro Dias

Grupo Tradicional Mabubas

Grupo Tradicional Mabubas

Duzentos e dezasseis artistas, 40 bandas, 40 concertos e quatro palcos, preencheram o festival “Zwá: Pura Música Mangop”, no âmbito da III Trienal de Luanda.

O evento que decorreu de 24 a 28 de Agosto, no Palácio de Ferro, na Baixa de Luanda, teve como objectivo a difusão da Música Popular Angolana e o intercâmbio entre os músicos da antiga e da nova geração.

A organização dá nota positiva ao evento, uma vez que foram ultrapassadas as expectativas, o que permitiu a união num único espaço de várias gerações de artistas, onde a celebração da música foi o denominador comum.

O Festival "Zwá: Pura Música Mangop", homenageou o músico e compositor Luís Martins “Xabanu”. Juntou-se à cerimónia os músicos Carlos Burity, Voto Gonçalves, Patrícia Faria, Alice Ferreira e Zeca Moreno. Os artistas Dulce Trindade (viola ritmo), Rufino Cipriano (teclado), Chico Santos (congas), João Diloba (bateria), Mogue Luzolo (viola baixo), Simão Nsingui “Teddy” (viola solo), Gregório Mulato e Zé Manico (voz back), asseguram a parte instrumental do evento.

A referida homenagem inseriu-se no quadro da valorização dos artistas que a III Trienal de Luanda tem vindo a desenvolver há já algum tempo, que consiste em prestar tributo às figuras que, incansavelmente, contribuíram e continuam a contribuir com o seu saber para a expansão da cultura angolana, sem medir esforços.

O festival, de carácter anual, é uma experimentação para a Bienal Internacional dos Sons Atlântico (BISA) que decorrerá, em 2018, em todas as capitais do mundo banhadas pelo Oceano Atlântico, segundo Fernando Alvim, Vice-Presidente da Fundação Sindika Dokolo.

XS
SM
MD
LG