Links de Acesso

Angola: Suspenso líder da Juventude da UNITA promete falar na Quarta-feira

  • Coque Mukuta

Mfuka Muzemba, líder da JURA - juventude da UNITA - está entre os detidos que aguardam julgamento

Mfuka Muzemba, líder da JURA - juventude da UNITA - está entre os detidos que aguardam julgamento

Mfuka Muzemba considera de injusta a sua suspensão por dois anos da liderança da juventude do partido da oposição e promete defender a honra numa conferência de imprensa

A interferência política no processo contra Mfuka Fuakaka Muzemba registada ao longo da sindicância e na comissão Nacional de Jurisdição da UNITA, durante a acareação de provas de alegadas violações cometidas pelo então Secretário-geral da juventude do partido do Galo Negro é citada como uma das falhas da decisão final contra Mfuka Muzemba.


A afirmação é do Américo Vaz Secretário da Juventude do Bloco Democrático.

“Antes para sublinhar que vou falar em meu nome próprio e como jovem que acompanhou as investigações desde muito cedo. Tenho algumas reticências e naquilo que eu entendo reparo é para a comissão de sindicância que se criou, penso que não se cumpriu com os procedimentos. Em princípio tinha que manter o processo em segredo, tinha que ter um segredo para que o processo corresse de forma transparente e a comissão deveria receber o processo decidindo com base nas investigações não foi isso que aconteceu o que vimos é que houve muita interferência.”

Para Américo Vaz, as causas da suspensão de Mfuka Muzemba estão no facto do mesmo não aceitar ser manipulado pela direcção da UNITA.

“Mfuka vem de um movimento que os membros logo a partida não se deixam influenciar e o que eu penso é que as razões é porque o Mfuka não se deixou influenciar pela direcção da UNITA,” disse.

Numa nota pública na sua página do facebook, após o Comité Permanente da Comissão Política da UNITA o ter suspenso, Mfuka escreveu ser injusta a decisão e que na próxima Quarta-feira pelas 9 horas no chá de Caxinde irá explicar a sua versão dos factos.

Mfuka Muzemba tinha sido acusado de ter solicitado à embaixada de Portugal vistos para cidadãos congoleses em nome da estrutura partidária e de ter recebido do general e empresário Bento Kangamba somas avultadas em dinheiro.

Rafael Aguiar Secretário Geral da juventude da CASA-CE, diz reconhecer que a suspensão de Mfuka Muzemba é um assunto interno, e que a UNITA é soberana em tomar a decisão que bem entender, mais que não vem afectar a mudança de regime que desejam.

“Auguramos que tudo isso não venha afectar a mudança de regime que todos os jovens vão levando acabo,” rematou Rafael Aguiar.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG