Links de Acesso

Father Mack - pai do rap angolano tem alternativa à delinquência juvenil

  • Margareth Covie

Father Mack, pai do rap angolano

Father Mack, pai do rap angolano

Rapper é embaixador da luta contra a delinquência juvenil. Sonha construir uma oficina de hip hop onde possa juntar jovens para lhes mostrar um novo mundo.

Canta há 20 anos. A ser rapper descobriu a sua paixão e a sua forma de ganhar vida. É autor de canções conhecidas. Muitas não se ouvem nas rádios mas são cantadas e lembradas em muitos bairros, por muitos jovens.

Estamos a falar de António Alfredo Simão Macungi... daí o Mack que casa com o Father e deu no conhecido Father Mack. Nasceu humilde e sempre esteve contado nas estatísticas da maioria em Angola.

Cresceu nos limites da zona urbana e na periferia do Cassequel, na zona do aeroporto. Brincou muito e também, muito cedo descobriu os seus dons e dotes. Primeiro dançou e depois cantou. E em miúdo foi como que tivesse sonhado com o seu futuro pela primeira vez.

Da música consegui o título e a nova função que hoje desempenha junto da juventude. Pelo Conselho Nacional da Juventude de Angola Father e a sua esposa, Dona Kelly, também ela cantora de rap, foram escolhidos para serem os embaixadores da juventude na luta contra a delinquência. As obras sociais vieram com a música e com a influência da família de quem Father Mack aprendeu que é bom ajudar o próximo.

Os seus temas são o dia-a-dia dos jovens e os seus problemas. O rapper tenta igualmente passar uma mensagem de esperança e optmismo, mesmo nos sítios mais difíceis. daí que as prisões sejam lugares preferidos do embaixador, para dar esperança a quem está em baixo.

E isso, porque oportunidades e esperança é o que tem faltado a muitos jovens angolanos que continuam a enfrentar a falta de emprego, formação e acesso a condições melhores de vida. Father Mack está agora mais feliz porque pode, através de uma instituição que é o Conselho Nacional da Juventude, levar mais do que palavras, discos e t-shirts. Ele conversa com os jovens, nos sítios difíceis, onde um pouco de inspiração é mais precisa.

Os encontros do Father já aconteceram em bairros como Viana, Benfica, Morro Bento, Cacuaco e Cazenga. Os mesmos, apesar de terem música e alguma diversão, não eram grandes aglomerados de jovens. A ausência de jovens sempre foi uma nota evidente. Mas, o cantor não desanima nem desiste e dai que juntamente com o cCnselho vá passar para um plano nacional de combate a delinquência.

Os índices de criminalidade são altos em cidades como Luanda e Benguela. O Rapper diz que a situação é gerada pela falta de ocupação. E apesar de estar mais confiante no apoio institucional que já tem, Father Mack não deixa de estender a mão a sociedade.

Entretanto Father Mack identifica-se mais como músico. O cargo de embaixador tem sido um bónus que lhe dá, e à mulher, mais um projecto a dois. Mas hoje o grande sonho do rapper Angola é construir uma oficina de hip hop onde possa juntar jovens para mostrar-lhes um novo mundo e uma nova perspectiva.

Esse é o sonho de uma vida inteira do rapper angolano. No cargo de embaixador só tem um ano que já começou a correr, mas quando terminar o mandato, Father Mack garante que vai continuar com a sua missão.

XS
SM
MD
LG