Links de Acesso

Angola: Rádio Despertar lamenta morte do seu director

  • Coque Mukuta

 Zito Kalhas

Zito Kalhas

"Zito Kalhas" morrem em Pretória

Foi a enterrar na província de Benguela o Director da Rádio Despertar, Aurélio João Evangelista, mais conhecido por “Zito Kalhas”, que morreu no dia 17 de Outubro de 2013 em Pretória, África do Sul, após doença prolongada.




A Rádio Despertar é uma das poucas fontes de informação fora do controlo do governo.

Tristeza e dor demonstram os funcionários da Rádio Comercial Despertar em Luanda. Segundo Manuel João Luamba Jornalista daquela estação emissora o empenho de “Zito Kalhas”, marcou o processo de harmonização e resolução dos problemas dos seus trabalhadores:

“Olha, com ausência deste senhor podemos até considerar que o futuro da Rádio Despertar é negro” disse.

“Não estou a ver no partido alguém que tenha as mesmas características de "Zito Kalhas" para poder avançar o projecto que estava a ser materializada pelo director,” lamentou um dos profissionais daquela emissora eferindo-se ao partido UNITA.

Numa nota publicada a imprensa o Grupo Parlamentar da UNITA, lamentou a morte do também antigo Vice-Ministro da Comunicação Social do Governo de Reconciliação Nacional (GURN).

Adalberto Costa Júnior deputado pela Bancada da UNITA, numerou as qualidades de Aurélio João Evangelista.

“Kalia é um homem sério, organizado e múlti-facetado” disse acrescentado que "Kalhas" deixou três obras de poesias para serem publicadas.

Já Vasco da Gama outro jornalista afecto a Rádio Despertar lembrou as medidas urgentes tomadas pelo malogrado para a melhoria das condições daquela Rádio.
“O Kalhas fez aquilo que os outros directores não conseguiram fazer. O director resolveu problemas do sinal que a 7 anos nunca ficou 24horas sem cair o sinal. Enquadrou funcionários que a 5 anos trabalhavam sem salários entre outras” disse

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG