Links de Acesso

" Da utopia à realidade", patente ao público angolano no Palácio de Ferro

  • Pedro Dias

Palácio de Ferro em Luanda

Palácio de Ferro em Luanda

A IIIª Trienal de Luanda, que decorre de 1 de Novembro a 30 de Novembro do corrente ano, sob o lema “Da utopia à realidade”, apresenta desde o dia 23 de Setembro a 23 de Outubro, no Palácio de Ferro, uma “Mostra de Poesia Angolana”.

A mostra apresenta poesia de vários poetas nacionais, com realce aos poemas de António Agostinho Neto. Além de Neto, serão expostos trabalhos de outros nomes sonantes da literatura angolana, entre os quais Mário António, António Cardoso, Viriato da Cruz, António Jacinto, Ernesto Lara Filho, Aires de Almeida Santos e David Mestre. John Bela, Luís Kandjimbo, Lopito Feijó, José Luís Mendonça, João Melo, Luandino Vieira, Arnaldo Santos, Jofre Rocha, Manuel Rui Monteiro, Abreu Paxe, António Panguila, Frederico Ningi, Roderick Nehone, Amélia da Lomba, entre outros poetas.

A programação tem reservado visitas, de diversas escolas de Luanda, oficinas criativas, recitais de poesia e concertos musicais. O projeto visa saudar o dia do Herói Nacional bem como celebrar a criação literário de Angola a partir de 1849, altura em que se publicou o primeiro livro de poesia, intitulado “Espontaneidades da minha alma” de José da Silva Maia Ferreira.

A IIIª Trienal de Luanda é uma iniciativa da Fundação Sindika Dokolo, que, segundo o seu patrono, é muito mais do que um espaço de arte, “é um símbolo de liberdade, um espaço para alargar o espectro do diálogo cultural.”

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG