Links de Acesso

Angola: Parlamento aprova orçamento para 2014

  • Manuel José

Assembleia Nacional Angola

Assembleia Nacional Angola

Não representa interesses do povo - oposição ; MPLA diz que serve para aprofundar direitos humanos

O parlamento angolano aprovou o Orçamento Geral do Estado para 2014 com 145 votos a favor do MPLA e da FNLA e os votos contra da UNITA, CASA CE e PRS.


A oposição considerou não haver fundos suficientes para áreas sociais e mesmo em apoio á agricultura.

"Se o ano passado atribuiu-se 1,01 porcento para a agricultura, este ano as coisas pioraram, o sector agrícola recebeu apenas 0,66 porcento, quando a SADC recomenda 10%," disse Nhany

O chefe da bancada parlamentar da UNITA Raul Danda disse que o orçamento “não vai ajudar a resolver o problema dos angolanos” e criticou “o desprezo a sectores importantes da vida do país como a saúde, educação, agricultura, pescas e a falta de transparecia na utilização de recursos do povo angolano"

Na mesma linha de pensamento esteve a CASA-CE, Alexandre Sebastião André em nome da sua bancada apresentou a declaração de voto da sua bancada.

"Este orçamento quase não representa os verdadeiros anseios do povo angolano,” disse enquanto Benedito daniel do PRS afirmou que o orçamento representa apenas a vontade do MPLA que “não ouve ninguém”.

"Nós votamos contra porque concluímos que é um orçamento do MPLA que não observa as opiniões dos outros partidos e parceiros," disse

Quem teve algo para dizer e favorável ao OGE de 2014 foi o presidente do grupo parlamentar do MPLA.

"O estado vai poder contribuir para uma melhor promoção, protecção e defesa dos direitos humanos dada a importância que consagra ao sector social em geral e na administração da justiça em particular," disse.
Na mesma linha de pensamento esteve a CASA-CE, Alexandre Sebastião André em nome da sua bancada apresentou a declaração de voto da sua bancada.
XS
SM
MD
LG