Links de Acesso

Juiz do Namíbe acusado de assédio sexual

  • Armando Chicoca

Rosa Camunu José, apresentou uma queixa crime contra o juiz presidente do tribunal provincial do Namibe, António Visandule, por assédio sexual.

Rosa Camunu José, apresentou uma queixa crime contra o juiz presidente do tribunal provincial do Namibe, António Visandule, por assédio sexual.

Viúva, mãe de oito filhos, alegadamente despedida sem justa causa, pre resistir a assédio sexual

N. da R. - Esta reportagem (aparentemente uma das razões da queixa de um juíz do Namibe contra o jornalista da VOA Armando Chicoca) foi inicialmente transmitida pela VOA em Julho de 2010. Reproduzimo-la para demonstrar que a mesma seguiu rigorosos critérios editoriais.

A antiga cozinheira do juiz presidente do tribunal provincial do Namíbe, Rosa Camunu José, acusou António Visandule de assédio sexual. Pede o apoio da Primeira Dama e da ministra da Justiça de Angola.

Rosa Camunu, é representada "pro bono" pelo advogado William Tonet, o qual confirmou à Voz da América que foi apresentada queixa.

Tonet descreveu o comportamnto do juiz como "mero capricho". Disse que "a senhora apresentou uma queixa crime e vamos aguardar o desenvolvimento do processo".

Rosa Camunu descreveu à VOA as circunstâncias do seu despedimento e afirma que lhe foi exigido substituir a esposa de Visandule quando esta se ausentou do país, em férias. Quando recusou a proposta, o juíz despediu-a, com estas palavras: "É por causa daquela coisa aí. Nâo estás a entender. Então se não entendes vai para casa".

A VOA procurou, durante mais de 30 dias, ouvir o acusado que rejeitou alegando falta de tempo.

Clique na barra abaixo para ouvir a reportagem de Armando Chicoca e o relato de Rosa Camunu José.

XS
SM
MD
LG