Links de Acesso

Angola: Manifestante acusado de tentar matar comandante da polícia

  • Coque Mukuta

Porta-voz dos ex-combatentes em tribunal em Moçambique

Porta-voz dos ex-combatentes em tribunal em Moçambique

Polícia muda acusação contra "Ti Creme"

Um jovem detido na vigília de Segunda-feira em Luanda foi agora acusado formalmente de tentativa de homicídio contra Eduardo António Nunes Diogo Comandante da Divisão da Maianga.




O jovem Emiliano Catumbela mais conhecido por “Ti Creme” tinha sido inicialmente acusado de ofensas corporais conforme visto no processo número 5618/013-02, aberto na Direcção Provincial de Investigação Criminal (DPIC).

Isso foi agora mudado pelo nº de processo 2176/2013 de tentativa assassinar o Comandante da Policia no Município onde aconteceu a vigília.

“Ti Creme” participava numa vigília em memórias dos dois activistas desaparecidos há um ano, Alves Kamulingue e Isaías Cassule.

A vigília foi dispersada pela polícia que carregou sobre os manifestantes efectuando várias prisões.

Todos excepto “Ti Creme” foram soltos.

A Voz da América tentou o contacto com o referido comandante que teria sido vitima de tentativa de assassínio mas o mesmo mostrou-se indisponível para qualquer esclarecimento.

Segundo um dos membros da equipa de advogados do activista a polícia está apenas a procurar formas de incriminar Emiliano Catumbela.

Já Raul Lindo “Mandela” jovem que tinha sido internado por ter sido espancado recebeu alta do hospital mas continua no entanto em cuidados médicos.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG