Links de Acesso

Angola: Manifestação prevista para esta Terça-feira

  • Coque Mukuta

Principais partidos da oposição declaram apoio

Vários partidos da oposição declararam o seu apoio a uma programada manifestação de jovens para Terça-feira, 27, em Luanda.
Angola Luanda 27 de Maio Nito Alves manifestação

Angola Luanda 27 de Maio Nito Alves manifestação

A manifestação foi convocada para protestar contra assassinatos alegadamente levados a cabo por forças ligadas ao Governo e coincide com mais um aniversário da alegada tentativa de golpe de estado de Nito Alves em 1977.

Após o esmagamento dessa rebelião centenas, senão milhares de pessoas foram presas e executadas sumariamente.

A FNLA e o PRS, ainda não se pronunciaram sobre a manifestação, mas o Bloco Democrático, CASA-CE e a UNITA mostram-se solidários com a iniciativa de manifestação.

Desconhece-se qual será a reacção das autoridades.

Na última tentativa de manifestação realizada a 3 deste mês, para exigir a transmissão dos debates parlamentares na Televisão Pública de Angola, a Polícia Nacional, deteve os jovens e levou-os para a Zona do Kalumbo, a 100 quilómetros fora do centro da cidade de Luanda, acto que já foi condenado pelo deputado da CASA-CE, Lindo Bernardo Tito, que considerou a atitude de “ condenável a todos os títulos e repugnante”.

“O regime ditatorial não pode matar agora por causa do impacto e começa agora deter os jovens para serem levados fora das cidades. É triste” lamentou o deputado.

O deputado da Unita, Alcides Sakala condenou o acto da polícia.

“É uma postura excessivamente habitual da polícia, que deve ser condenada a todos os títulos e por todos”, disse.

O deputado João Pinto do MPLA, afirma que o acto da polícia nacional é normal desde que os jovens não sejam colocados num local de risco.

“Uma coisa é a medida de polícia que não podemos interferir porque só a polícia sabe, porque tem alguns instrumentos, outra coisa é abandonar de forma abusivamente pessoas”, disse João Pinto para quem as medidas da polícia se justificam “se for para dispersar grupos que podem pôr em causa a ordem pública, desde que não ponham em causa a vida dos mesmos”.

Para o Jurista Albano Pedro, o acto da polícia é um acto condenável por lei e os jovens devem imediatamente proceder a uma providência cautelar junto das entidades judiciais para se prevenirem das próximas acções da Polícia Nacional.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG