Links de Acesso

Vagas para saúde e ensino não cobrem necessidades em Malanje

  • Isaías Soares

Poucos menos de 830 funcionários vão preencher este ano vagas nos sectores da Educação e Saúde em Malanje, no quadro da quota atribuída pelo Tribunal de Contas.

O secretário do Governo provincial, José Francisco Manuel, anunciou, à margem da terceira reunião ordinária do Executivo de Malanje, que estão cabimentados 729 lugares para as áreas da Educação, Ciência e Tecnologia e 95 para a Saúde.

O funcionário sénior reconheceu que os números atribuídos no regime especial são reduzidos para as diferentes categorias.

No sector da Educação com um défice de mais de 2.600 professores, as poucas vagas darão acesso aos concorrentes aceites no concurso público de 2014.

A Direcção da Saúde desta circunscrição tem um défice de 4.063 funcionários para os diferentes serviços.

XS
SM
MD
LG