Links de Acesso

Angola: João Lourenço lamenta "pobreza extrema"


João Lourenço, vice-presidente do MPLA e ministro da Defesa de Angola, 2016

Em Angola, João Lourenço, o cabeça-de-lista do MPLA às eleições gerais de agosto, lamentou hoje a existência de "pobreza extrema" no país, que relacionou com o conflito armado terminado em 2002, e disse que estava disposto a combater essa realidade.

O candidato discursava em Viana, nos arredores de Luanda, durante um comício do MPLA.

João Lourenço definiu como objetivo elevar a classe média de modo a representar 60% da população angolana, de 25 milhões de pessoas, sem apresentar contudo propostas concretas.

João Lourenço prometeu, caso seja eleito, uma maior aposta na organização da economia e no apoio ao investimento privado, chamando as empresas a "cumprirem com o seu papel social".

Além disso, o candidato do MPLA prometeu colocar a diplomacia angolana ao "serviço" da economia, na captação de investimento privado externo, mas apostando sobretudo nas relações comerciais com os países africanos.

De referir durante o comício a intervenção de um grupo de mais de uma dezena de jovens gritando: “queremos água, queremos luz”.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG