Links de Acesso

Angola: Líder parlamentar do MPLA acusa deputados da oposição de arruaceiros

  • Manuel José

Jose Eduardo dos Santos e o presidente da Assembleia Nacional, Fernando Piedade "Nandó"

Jose Eduardo dos Santos e o presidente da Assembleia Nacional, Fernando Piedade "Nandó"

Virgílio de Fontes Pereira reage à maneira como a oposição angolana tratou o presidente José Eduardo dos Santos que quebrou o protocolo na sessão anterior, sem dirigir-se ao parlamento

O MPLA voltou a brindar aos parlamentares da oposicao com palavras pouco abonatorias tal como aconteceu na anterior sessão parlamentar.

O líder parlamentar do partido maioritário, Virgilio de Fontes Pereira, acusou a oposicao durante uma alocução na plenária de estar a ter comportamento hipocrita e arruaceiro.

João Pinto colega de bancada de Virgilio Pereira considerou as palavras do seu chefe de bancada de normais em democracia.

"São expressões normais em democracia desde que nao sejam utilizadas de má fé porque este espaco é solene para debates mas com certa contencão, ética e decoro parlamentar."

O deputado João Pinto disse ainda não ser verdade que o seu partido tenha violado a constituicao.

Não colhe porque o MPLA sempre bateu-se para garantir a paz a estabilidade e o desenvolvimento."

Já o parlamentar do PRS, Eduardo Kuangana diz que vao suportar os ataques do partido no poder.

"Haviam mais insultos, eram atirados de um lado ao outro mas vamos suportar este peso."

Da bancada parlamentar da CASA-CE, o seu líder André Mendes de Carvalho "Miau" entende que esta postura dos "camaradas" revela ausencia de argumentos.

"Eles estarem com esta questão de arruaças revela falta de argumentos.

Quanto ao papel dos deputados da CASA-CE, "Miau" assume que futuramente pretendem ser bastante actuantes.

"Temos 5 anos pela frente e no devido tempo as nossas propostas serão colocadas no terreno."

Activos também, é o que pretendem ser os deputados da UNITA. Fernando Heitor garante não dar trégua ao partido no poder.

Nós não vamos dar trégua aos comportamentos e atitudes de violacão das leis, vamos denunciá-los nua e cruamente."

Heitor diz ainda que nao vão carimbar as ideias que vierem do outro lado da Assembelia.

"Papel da oposicão não é subscrever, nao é passar cheques em branco ao partido no poder, nem pouco mais ou menos, vamos lutar por aquilo que acreditamos e criticar o que acharmos estar errado."

A reforcar a ideia do colega de bancada, Mihaela Webba mostrou como exemplo, o que fizeram com o discurso de investidura do presidente da república.

"IOs deputados pela bancada da UNITA responderam ao presidente da república, deixando ali na mesa da Assembleia o discurso que mandou destribuir, para demostrar ao Presidente da república que ele não está acima da lei."

A FNLA tambem alinhou com os demais colegas da oposicao. A prova está na declaração de Lucas Ngonda.

"Se as propostas que vierem do lado do partido no poder não nos parecerem correctas, nós não vamos votar."
XS
SM
MD
LG