Links de Acesso

Partidos acusam governador do Kwanza Sul de usar fundos do Estado a favor do MPLA

  • Armando Chicoca

Líderes dos partidos da oposição no Kwanza Sul

Líderes dos partidos da oposição no Kwanza Sul

Unita, Casa-Ce FNLA e PRS reagem à cerimónia de "deserção" dos seus militantes acusando o governador de usar fundos do Estado para fins partidários

No Kwanza Sul todos os quatro partidos da oposição acusaram numa conferência de imprensa conjunto nesta quinta-feira, 12, o governador de usar fundos do Estado para financiar actividades do seu partido, o MPLA.

Unita, Casa-CE, PRS e FNLA teceram duras críticas Eusébio de Brito.

Os quatro partidos reagiam a uma cerimónia recentemente realizada na província em que centenas de alegados membros da oposição se juntaram ao partido no poder.

Na cerimónia, Brito entregou diversos bens de consumo aos novos militantes.

Kwanza Sul - Lider provincial da UNITA Raúl Teixiera

Kwanza Sul - Lider provincial da UNITA Raúl Teixiera

Na conferência de imprensa, o representante da Unita, Raul Teixeira, disse que a situação de miséria em que a população se encontra leva a que aceite as ofertas das autoridades.

Mas, disse, será nas eleições de 2017 que o verdadeiro teste será feito.

O secretário da Casa-CE, Domingos Francisco Sobrano, acusou o governador de “mentir ao povo, ao Governo e ao próprio MPLA”.

“Ele faz esse trabalho para camuflar a governação que está a fazer no Kwanza Sul”, disse, acrescentando que "não tem competência para governar o Kwanza Sul”.

Por seu vez, Isabel da Silva, do PRS, classificou a governação actual no Kwanza Sul “é abaixo de zero”.

“É a pior província neste momento e o primeiro secretário do MPLA deveria preocupar-se em primeiro lugar em por o casaco de governador para ver que o povo está a passar muito mal”, disse.

XS
SM
MD
LG