Links de Acesso

Violência contra a Unita discutida no Kwanza Sul

  • Fernando Caetano

Miraldina Jamba

Miraldina Jamba

Delegação parlamentar do Galo Negro avistou-se com vice-governadora e discutiu sobre a violência no Cassongue

A deputada da Unita Miraldina Jamba reclamou, no Sumbe, a violência contra os membros do seu partido, na província de Kwanza Sul.

Em declarações à VOA, Jamba disse que num encontro que manteve com a vice-governadora para a área politica e social, Maria de Lourdes Veiga, levantou a questão da intolerância política e violência contra o seu partido, tendo em conta os recentes incidentes no Cassongue.

Apesar de a governadora ter dito que "Kwanza Sul é o berço da tranquilidade", Jamba lamentou "actos de intolerância gravíssimos como perdas de vidas humanas” naquele lugar.

Jamba encontra-se na província juntamente com outros dois deputados para fiscalizar as acções do Governo na provincia.

A propósito, a deputada, afirmou que essas acções de “alguns militantes do MPLA não podem ser tomadas de ânimo leve,” pois houve perdas de vidas humanas, o que é “bastante grave”.

A deputada revelou que o grupo vai visitar o município do Cassongue para acalmar os militantes da Unita que “vivem num estado de intranquilidade, num estado de medo".

Jamba acrescentou que “os angolanos não se podem sentir estranhos na sua própria pátria e para isso é necessário a tranquilidade e reconciliação nacional" efectiva.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG