Links de Acesso

José Eduardo dos Santos reivindica legitimidade com primeira investidura pós eleitoral

  • Manuel José

José Eduardo dos Santos, na tribuna do Mausoleu de Agostinho Neto, durante a cerimónia de investidura (Foto: Cortesia de Dinho Chingunji)

José Eduardo dos Santos, na tribuna do Mausoleu de Agostinho Neto, durante a cerimónia de investidura (Foto: Cortesia de Dinho Chingunji)

"Estabilidade política é prioridade", diz Presidente em cerimónia de investidura sem altos dignitários estrangeiros

Em 36 anos de independência é a primeira vez que Angola realiza uma cerimónia de investidura de um presidente eleito democraticamente.

Trinta e três anos depois, José Eduardo dos Santos toma posse como presidente eleito em sufrágio universal tendo sido este foi o primeiro aspecto focado pelo recém-empossado ao cadeirão máximo do país.


Duvidas dissipadas, legitimidade adquirida, José Eduardo dos Santos disse então qual vai ser a primeira prioridade do seu executivo.

“Manter a estabilidade e a paz, a democracia e as liberdades dos cidadãos”.

E como vai ser isso senhor presidente?

“Diálogo com parceiros sociais com destaque para a juventude. Jose Eduardo promete acabar com a impunidade dos gestores públicos.

Mas antes é preciso saber as quantas andamos em termos de população total, “para isso em 2013 vamos realizar o recenseamento geral da população para saber quantos somos e como vivemos”.

Há sectores fundamentais a atacar... “Água, luz, segurança alimentar e industrialização”.

Em relação à educação, Eduardo dos Santos promete nova reforma do sector, para capacitar mais os professores, educadores e cuidar das escolas do estado.

O combate a fome e miséria no país está no programa do MPLA, não vai ser esquecido mas reforçado.

A valorização dos ex-militares consta da pauta de governação de José Eduardo.

Em relação à política externa, o presidente da república, no poder desde 1979 elencou alguns princípios, “vamos privilegiar o respeito mútuo e vantagens reciprocas entre os estados”.

José Eduardo dos Santos Presidente da República de Angola empossado hoje pelo Tribunal Constitucional a cinco anos no poder, numa cerimónia em que o único presidente presente foi o próprio Jose Eduardo dos Santos, a maioria dos presidentes de partidos políticos concorrentes ao pleito de 31 de Agosto também não apareceu, excepção feita ao número um da FNLA Lucas Bengui Ngonda.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG