Links de Acesso

Inquérito às mortes da IURD ainda sem resultados

  • Venâncio Rodrigues

Igreja da IURD em Angola (Foto IURD)

Igreja da IURD em Angola (Foto IURD)

O inquérito às mortes da Cidadela Desportiva já leva 20 dias sem que os seus resultados sejam conhecidos.

O inquérito às mortes da Cidadela Desportiva já leva 20 dias sem que os seus resultados sejam conhecidos.

No dia 2 de Janeiro, o Presidente da República criou uma comissão de inquérito a quem deu 15 dias, para que sejam apuradas as circunstâncias que estiveram na origem da morte de 16 pessoas, ocorrida no dia 31 de Dezembro de 2012, durante uma vigília organizada pela Igreja Universal do Reino de Deus.

O jornalista e observador político Avelino Miguel entende que o governo devia publicar os resultados da investigação, dentro dos prazos estipulados, como forma de demonstrar que o actual executivo é diferente dos anteriores.

“Esperamos que este inquérito não seja mais um, porque já foram instaurados vários e os seus resultados nunca foram conhecidos”, afirmou.

O jornalista Avelino Miguel também defende que a composição da equipa de investigação, criada pelo Presidente da República, pode vir a manchar a credibilidade das suas eventuais conclusões.

“Este questionamento é justo uma vez que todos eles tinham responsabilidades no que ocorreu”, disse.

Falando à Voz da América, recentemente, o líder da UNITA, Isaías Samakuva, também manifestou reservas em relação à integração, na equipa de investigação, dos titulares dos Ministérios do Interior, da Cultura, da Polícia e do Governo provincial de Luanda tendo, mesmo ironizado que eram “árbitros e jogadores ao mesmo tempo.”

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG