Links de Acesso

Angola: Instrumentos tradicionais em perigo de desaparecerem

  • Arão Ndipa

Músico Raúl Tingas fala sobre "a morte lenta" desses instrumentos

O músico e instrumentista Raúl Tulingas diz estar preocupado com a morte lenta dos instrumentos musicais, como a dicanza, a puita, a harmónica de beiço e tambores e principalmente dos seus executores.




Raúl Tulingas cresceu num dos bairros de maior referência artística de Luanda, o Marçal. Nele aprendeu ainda adolescente a tocar a concertina e a dikanza. O pai passou-lhe o testemunho.

Tulingas é hoje um músico e instrumentista multifacetado. Toca dicanza, concertina, congas (no antigamente Bumbo) e harmónica de beiços.

Artisticamente Raúl Tulingas tem o Marçal como o berço musical. Primeiro foram as turmas, depois formou com os irmãos os piratas. Teve também passagem pelos Morenos, Desportivo do Zangado, Rufino Mais Três, Águias-reais, Focos, África Show.

Passou ainda pelos Kissanguela, teve também passagem pelos jovens do Prenda, Semba Tropical, Semba África, Kituxi e seus acompanhantes, Missangala DT e, ultimamente faz parte do agrupamento musical os Kiezos e também integra o Conjunto Angola 70.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG