Links de Acesso

Angola tem reservas para importações, diz vice-governador do Banco Nacional de Angola

  • Teodoro Albano

Banco Nacional de Angola

Banco Nacional de Angola

Angola tem condições de garantir importações durante os próximos seis meses apesar do decréscimo que sofreu as reservas líquidas do país com a queda do preço do petróleo no mercado internacional.

A garantia foi dada no Lubango pelo vice-governador do Banco Nacional de Angola, Guadalberto Campos.

As reservas líquidas estimadas em cerca de 35 mil milhões de dólares entre Abril e Agosto de 2013 baixaram para 24, 7 mil milhões de dólares no presente.

Uma situação que, de acordo com responsável do banco central angolano, demonstra decréscimo, mas não é caótica.

“Nós continuamos com um nível de reservas confortável que cobrem cerca de 6,7 meses de importação, enquanto na África Austral apenas Angola, África do Sul e Bostwana têm este nível de cobertura de reservas de importação", justificou Campos.

Numa altura em que o Executivo prepara-se para submeter à Assembelia Nacional a proposta de Orçamento Geral de Estado para 2016, Guadalberto Campos diz que este instrumento de execução financeira do Governo é o que mais impacto sofreu em 2015 devido à queda das receitas provenientes do petróleo.

“Um dos grandes problemas que enfrenta neste momento o orçamento é a falta de receitas para cobrir o nível de despesa do orçamento. Um grande sacrifício que o país está a fazer para conseguir honrar o compromisso de pagar mensalmente o salário dos funcionário”, defendeu o vice-governador do Banco Nacional de Angola,no fórum Investe Huíla 2015, realizado recentemente na Huíla.

XS
SM
MD
LG