Links de Acesso

Huíla: Agricultores queixam-se da falta de incentivos do governo

  • Teodoro Albano

Os agricultores da Cooperativa Agrícola 1º de Maio, no município da Matala, interior da Huíla, reclamam mais incentivos para a propalada diversificação da economia.

A cooperativa, que explora várias centenas de hectares de terras agrícolas, não compreende que se fale tanto da diversificação da economia sem colocar incentivos na agricultura.

O seu presidente, Victor Fernandes, lamenta a inexistência de insumos agrícolas, o que no passado nunca faltou.

“Nós tínhamos os armazéns todos recheados de fertilizantes, insumos agrícolas," recorda Fernandes.

Em resposta, o governo da Huíla tem um discurso diferente e assegura que foram gastos pouco mais de 11 milhões de Kwanzas no sector-

O director provincial da agricultura, Lutero Campos, disse que o retorno do investimento se revela até ao momento no grande constrangimento.

“Até a altura que fizemos balanço (Janeiro deste ano) não havia nenhum ressarcimento desta mesma dívida".

Campos acrescentou que isso "bloqueia os fornecedores".

A cooperativa de Fernandes é a maior das sete da região de Matala, com 42 quilómetros de extensão irrigados.

XS
SM
MD
LG