Links de Acesso

Angola: Fundo de investimentos mantém silêncio

  • Redacção VOA

O homem dos biliões. José Filomeno dos Santos

O homem dos biliões. José Filomeno dos Santos

Dez meses após a sua formação continua a desconhecer-se o destino a dar a cinco mil milhões de dólares

Continua a desconhecer-se a estratégia de investimento do Fundo Soberano de Investimentos de Angola, avaliado em cinco mil milhões de dólares.

O fundo foi criado em Outubro do ano passado mas continua a desconhecer-se investimentos específicos do fundo controlado por um filho do Presidnete José Eduardo dos Santos.

Com efeito em Junho deste ano foi anunciado que o filho do presidente, José Filomeno, passaria a controlar o fundo substituindo Armando Manuel que foi nomeado ministro das finanças depois de ocupar o cargo por escassos meses

O papel dos fundos soberanos no desenvolvimento esteve em discussão em Luanda num seminário organizado pela faculdade de economia da UIniversidade Agostinho Neto.

O professor Ennes Fereira da Universidade de Lisboa apresentou uma comunicação sobre essa questão e disse após a sua comunicação que o filho do presidente tem uma tarefa mais árdua precisamente e por ser o filho do chefe de estado.

“Se calhar acresce alguma responsabilidade dele mostrar que é competente e que não está lá por ser o filho do presidente,” disse o economista.




A nomeação de José Filomeno dos Santos, causou na altura em alguns círculos económicos estrangeiros apreensão por poder ser vista como um caso de nepotismo.

Internamente a nomeação foi asperamente criticada pelos partidos da oposição.

O economista português advertiu também que há dois tipos de problemas que geralmente afectam fundos soberanos e investimento. A capacidade técnica de quem os controla e o perigo da política interferir nas decisões.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG