Links de Acesso

Madeira pode ser arma na diversificação da economia angolana

  • Fernando Caetano

A opinião é do Instituto de Desenvolvimento Florestal do Moxico.

O director provincial do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF) do Moxico, Isaac Victor, disse que a madeira é um produto que pode impulsionar o processo de diversificação da economia nacional.

Isaac Víctor, sustentou que o sector madeireiro deve a par de outros sectores merecer atenção especial do Executivo por se tratar de um produto rentável e que pode contribuir para o crescimento da economia em Angola.

O responsável revelou que em 2015 foram licenciadas 12 empresas.

Ao contrário do ano transacto, este ano, na campanha iniciada em Abril último, o sector madeireiro contabilizou cerca de 80 processos para exploração de madeira, dos quais 52 foram licenciados para exploração de 10 mil e 500 metros quadrados de superfície.

Víctor fez saber que a espécie Mussivi é a mais explorada, transportada e escoada em toro e apelou aos madeireiros paraa investirem noutras espécies existentes na província.

Quantos aos preços praticados disse ter havido alteração com a nova tabela estabelecida pelo Executivo angolano em 2015, passando cada metro cúbico de espécie a custar dois mil e 228 Kwanzas valores.

O presidente do IDF salientou ainda que nos dias de hoje os níveis de produção são aceitáveis, mas os madeireiros e o Governo projectam mais acções em prol do desenvolvimento florestal.

XS
SM
MD
LG