Links de Acesso

ANGOLA FALA SÓ - Mfuka Muzemba: "Polícia não tem cultura jurídica"


AFS

AFS


Se Isaías Samakuva é um “queixinhas” então Norberto Garcia é um “lambe botas”, disse o secretário geral da JURA ( a ala juvenil da UNITA) Mfuka Muzemba.

Muzemba respondia no programa “Angola Fala Só” ao ouvinte Victor Dinho que recordou que o secretário do MPLA para assuntos políticos, económicos e sociais em Luanda, Norberto Garcia, tinha acusado Samakuva e ainda o líder da CASA CE Abel Chivukuvuku de serem “queixinhas” por irem discutir a situação em Angola no estrangeiro.

“Norberto Garcia não é um intelectual ou político honesto,” disse.

“Não tem lucidez para fazer uma análise do que foi a viagem,” disse Muzemba para quem Norberto Garcia “é um lambe botas”.

No estrangeiro Isaias Samakuva tinha falado sobre aquilo que “fala dentro de Angola”.

Por não haver liberdade de imprensa é que se desconhece em Angola o que diz a UNITA e outros partidos da oposição, acrescentou.

Respondendo a perguntas de ouvintes sobre a actuação da polícia no país Muzemba disse que esta não tem “cultura jurídica” e por isso comete ilegalidades e arbitrariedades.

Muzemba disse que as acções da polícia muita vezes “dão nos a impressão que é instrumentalizada pelo partido no poder”.

“A polícia é incoerente, é muitas vezes irresponsável,” disse em resposta a um ouvinte que se queixou da falta de acção policial quando se foi queixar que um familiar lhe tinha incendiado a sua casa.

Muzemba disse que a juventude angolana é aquela que vive em “piores condições no mundo” com falta de condições de educação e de emprego.

A sua organização mantem contactos e colaboração com outras organizações da juventude de partidos políticos, estudantis e religiosas para tentar fazer avançar as preocupações e aspirações da juventude angolana mas não há contactos com a JMPLA, a ala juvenil do MPLA a JMPLA.

Interrogado por António Saguema da Lunda Norte sobre se havia contactos entre a JURA e a JMPLA, Muzemba disse que isso não existe e culpou a organização juvenil do partido no poder por essa falta de contactos.

“Isso faz parta da cultura do MPLA de não dialogar,” disse acrescentando no entanto que “há necessidade da JMPLA participar no diálogo”.

Interrogado sobre a entrevista do presidente José Eduardo dos Santos á cadeia de televisão portuguesa SIC, Muzemba descreveu-a como uma demonstração de “cansaço e de desespero”.

“Acho que não trouxe nada de novo,” disse.

“ A novidade teria sido ele anunciar a sua saída e facilitar o jogo democrático,” acrescentou.

O secretário geral da JURA criticou também asperamente a televisão oficial angolana que disse ser apenas “telenovelas e entretenimento”.

“Não defende a nossa cultura e não promove valores morais,” disse o dirigente da JURA.

Clique aqui para ouvir todos os programas
XS
SM
MD
LG