Links de Acesso

Angola Fala Só: Bilhete de Identidade de Salas Neto


Salas Neto, director Semanário Angolense

Salas Neto, director Semanário Angolense

Salas Neto, director Semanário Angolense, considera o jornalismo uma das actividades mais importantes em Angola

Salas Neto é jornalista do Semanário Angolenses e nesta Sexta-feira, 23 de Janeiro, responde às perguntas dos ouvintes do Angola Fala Só, Tem o nome do avô, Gonçalves, e é daí que vem o nome de casa "Salas". Começou como revisor em 1979 e foi em 1985 que entrou para a Angop como jornalista, desde então não tem feito outra coisa apesar de se ter formado para ser professor de História.

Nome: Gonçalves Manuel Afonso Neto

Data de Nascimento: 4 Janeiro 1960

Local de Nascimento: Sambizanga - Luanda

Estado civil: Casado

Filhos: 1

Profissão: Jornalista

Formação: Pedagogia e Direito

Destino em Angola: Luanda - porque foi onde sempre viveu

Lema de vida: Ser honesto

Curiosidades: É ateu - não acredita em forças ocultas. O seu prato preferido é funge de bagre fumado

Hobbies: Jogar xadrez; dançar - pelo menos uma vez por mês tem que ir ao Muzonguê da Tradição

Último livro que leu: Leu pela segunda vez o seu livro "Kafuka-fuka - Crónicas do Areal"

Música: Semba. O músico preferido é Paulo Flores

O jornalismo em Angola... é algo muito difícil e uma das actividades mais importantes

Detenções: Nunca foi detido, mas já respondeu perante a justiça algumas vezes na qualidade de director do jornal.

Prémios: Finalista Maboque do Jornalismo 2013 (Grande Vencedor foi Mateus Gonçalves da LAC)

Onde estava 11 de Novembro de 1975?
Estava em casa e apanhei boleia para assistir à cerimónia no 1º de Maio. Senti a euforia pelo significado da data, mas tinha apenas 15 anos.
Ao longe ouvia-se o rebumbar dos canhões, por isso havia também apreensão e temor.

Facebook: Salas Neto

XS
SM
MD
LG