Links de Acesso

Angola Fala Só: Bilhete de Identidade de Norberto Garcia


Norberto Garcia, Secretário Provincial para Informação e Propaganda MPLA, em Luanda

Norberto Garcia, Secretário Provincial para Informação e Propaganda MPLA, em Luanda

Norberto Garcia é porta-voz do MPLA, bem como Secretário Provincial para a Informação e Propaganda do partido, em Luanda. É um militar na reserva e faz parte da nova vaga do partido.

Norberto Garcia é o convidado desta Sexta-feira, 26 de Setembro, do Angola Fala Só. É militar na reserva, nascido no Waku Kungo, criado no Huambo, considera-se um aficcionado da actividade desportiva, fã dos clássicos da música angolana como Rui Mingas ou Waldemar Bastos e da leitura. Apesar de não ser uma pessoa activa no mundo digital, promete criar um blogue, para um dia contar as suas experiências. Defende que para se ser um bom nacionalista, tem que se ser igualmente regionalista.

Nome: Ernesto Manuel Norberto Garcia

Profissão: Advogado

Data de Nascimento: 8 de Agosto 1967

Local de Nascimento: Waku Kungo - Kwanza Sul

Estado civil: União de facto

Filhos: 9

Destino em Angola: Primeiro o Waku Kungo, por questões regionalistas. Tem uma paixão particular por três cidades: Huambo, onde cresceu, Luanda, onde tem vivido e Lubango, onde fez a tropa.

Lema de vida: Trabalho, trabalho, trabalho.

Curiosidades: Na alimentação coloca os vegetais, especialmente, as saladas, corre de Segunda a Sexta-feira e tem um vício particular pela televisão.

Hobbies: Leitura, desporto e música.

Último livro que leu: de Cícero sobre a melhor forma de governar

Música: André Mingas, Waldemar Bastos, Matias Damásio, Yuri da Cunha, Paulo Flores, Pérola e Yola Semedo.

Prémios/ Distinções: Medalha do 7 de Setembro, Militante exemplar, Premio Empresarial da Huíla e destaca o prémio de Melhor Redacção na fase de passagem do ensino básico para o médio como sendo muito especial.

Onde estava no 11 de Novembro de 1975:

Estava no Huambo com os meus pais a acompanhar todo o processo pela rádio. Era um sentimento bicéfalo, porque havia por um lado a tristeza de ver pessoas com quem nos dávamos a ir embora e por outro sentíamos que íamos ser livres, autónomos, independentes, donos do nosso destino.

XS
SM
MD
LG