Links de Acesso

Angola, EUA e União Africana podem intervir na República Democrática do Congo

  • VOA Português

Anúncio foi feito pelo embaixador especial dos EUA para os Grandes Lagos em Luanda.

Angola, Estados Unidos e União Africana podem intervir militarmente na República Democrática do Congo(RDC) para forçar os rebeldes a se desarmarem caso não o fizerem voluntariamente até Janeiro 2015. A advertência foi feita hoje, 20, em Luanda pelo embaixador especial dos Estados Unidos da América para a região dos Grandes Lagos Russell Fungold, depois de um encontro com o vice-presidente de Angola Manuel Vicente.

Russell Fungold está em Luanda, onde participou hoje na reunião dos ministros e chefes de Estado maiores da Região dos Grandes Lagos para avaliar o cumprimento da decisão tomada em Agosto passado pelos presidentes dos países da região dos Grandes Lagos quanto à necessidade do desarmamento de alguns grupos armados que, no leste da RDC , praticam crimes condenáveis pela comunidade internacional.

Russell Fungold adiantou que estas forças rebeldes cometem vários crimes no Rwanda e na RDC e, em função destas atrocidades, as Nações Unidas, através de uma resolução, anunciaram que o ultimato para este grupo depor as armas e desmobilizar os seus efectivos está a chegar ao fim.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG