Links de Acesso

Angola e EUA "Parceiros Estratégicos"


Razão para sorrir. Ministro dos Negócios Estrangeiros de Angola Assunção dos Anjos mostra o acordo assinado com Hillary Clinton

Razão para sorrir. Ministro dos Negócios Estrangeiros de Angola Assunção dos Anjos mostra o acordo assinado com Hillary Clinton

Acordo vai intensificar relaçoes entre os dois paises. Comissão bilateral vai reunir-se de seis em seis meses a nível ministerial

Angola e os Estados Unidos assinaram ontem um acordo para a criação de uma comissão bilateral titulada Diálogo de Parceria Estratégica. O acordo visa levar as relações entre Luanda e Washington para um nível mais elevado .
Angola torna se assim no terceiro país africano com quem os Estados Unidos têm aquilo que Washington chama de uma parceria estratégica. Os outros dois são a África do Sul e a Nigéria.
Não é de espantar que os Estados Unidos queiram aprofundar as suas relações com Angola. Este país foi o ano passado o oitavo fornecedor de petróleo aos Estados Unidos e é juntamente com a Nigeria o primeiro produtor de petróleo africano.
Para além disso Washington considera que Angola ocupa uma posição geográfica importante de acesso á África central e austral e também próxima do importante golfo da Guine.
Angola e os Estados Unidos tinham já estabelecido dois grupos de trabalho nomeadamente segurança e energia. Hillary Clinton indicou ontem que o grupo de trabalho sobre segurança já se tinha reunido e que nas discussões do grupo de trabalho sobre energia se tinha discutido o desenvolvimento do sector petrolífero e a transparência nesse sector mas não deu outros pormenores.
A assinatura do acordo significa que a comissão bilateral se vai estender a outras nomeadamente agricultura, segurança alimentar, transporte , segurança marítima e aérea .
Tendo em conta o presente passado histórico em que os Estados Unidos apoiaram a Unita contra o partido no poder o MPLA na guerra civil o aprofundamento das relações nestes últimos meses reflecte não só novas realidades políticas mas também mudanças na avaliação mutua da necessidade dessas relações.
O ministro dos negócios estrangeiros Assunção dos Anjos que assinou o acordo por parte de Angola disse que o aprofundamento das relaçoes nos últimos meses se deve a uma identidade de pontos de vista e de interesses
Assunção dos Anjos disse que é intenção de Angola “aproveitar a experiencia e capacidade de um país poderoso como os Estados Unidos” para desenvolver os diversos aspectos da economia angolana.
A comissão bilateral Diálogo para a Parceria Estratégica vai reunir-se de seis em seis meses.

XS
SM
MD
LG