Links de Acesso

Os acidentes rodoviários em Angola são a segunda causa de morte

  • Venâncio Rodrigues

Acidentes de viação em Angola

Acidentes de viação em Angola

Angola apresenta a terceira mais elevada taxa de sinistralidade rodoviária do mundo

Os acidentes rodoviários em Angola são a segunda causa de morte depois da malária e as autoridades receiam que os números da sinistralidade ultrapassem os das doenças.


Angola apresenta a terceira mais elevada taxa de sinistralidade rodoviária, tendo atrás de si apenas a Serra Leoa e o Irão.

No primeiro trimestre deste ano, o país registou 275 mortos e 866 feridos, vítimas de 1.045 acidentes de viação, tendo havido uma redução da sinistralidade comparativamente ao mesmo período de 2012, segundo dados oficiais.

Em 2012, no mesmo período, tinham sido registados 800 mortos, 3.103 feridos de 3.358 segundo dados recentes revelados à imprensa pelo chefe de departamento nacional de prevenção rodoviária da Direção Nacional de Viação e Trânsito, superintendente-chefe Edgardo da Silva.

Segundo aquela patente da Polícia Nacional, os atropelamentos continuam a ser a principal causa de morte nos acidentes rodoviários, devido ao desrespeito das regras de trânsito, quer por peões, quer por automobilistas.

A violação sistemática das normas e regras do código de estrada, motivados pela condução em estado de embriaguez e o excesso de velocidade, estão na base dos acidentes em todo o país, sublinhou o chefe de departamento nacional de prevenção rodoviária.

As autoridades angolanas lançaram uma campanha quinzenal denominado denominada Paz nas Estradas de Angola, com o objetivo de mobilizar a sociedade para a redução do alto índice de sinistralidade .

A Campanha Nacional de Prevenção e Sensibilização Rodoviária, que vem na sequência de uma outra lançada em Outubro passado, visando a sensibilização dos automobilistas, contra o consumo de álcool, para reduzir os acidentes de viação e vai vigorar durante seis meses.
XS
SM
MD
LG