Links de Acesso

Estado financia projectos para deficientes no Kwanza Sul

  • Fernando Caetano

Silva Lopes Etiambulo, Presidente da Associação dos Deficientes de Angola

Silva Lopes Etiambulo, Presidente da Associação dos Deficientes de Angola

Mais de 1.750 benificientes e familiares vão beneficiar dos projectos.

O presidente da Associação Nacional dos Deficientes de Angola (Anda) Silva Lopes Etyambulo anunciou que quatro projectos serão desenvolvidos na província do Kuanza-Sul. No total serão beneficiados, numa primeira fase, 1750 deficientes e familiares

A Anda tem pela primeira vez verba própria do Orçamento de Estado para fazer avançar alguns projectos na província do Cuanza-Sul. O primeiro visa criar uma cooperativa para promoção da pesca artesanal.

O segundo projecto pretende construir quiosques que ajudem os deficientes a desenvolver as suas actividades económicas.

Por outro lado, a Associação Nacional dos Deficientes de Angola vai investir no apoio social, comprando chapas e outros materiais de construção, a começar no município do Seles, onde existe um grande número de deficientes com residências a necessita de uma atenção especial.

Silva Lopes Etyambulo disse à VOA que a associação vai ajudar também esposas e filhos dos deficientes tendo em conta o elevado número dessa franja da sociedade.

Instado a pronunciar-se sobre os valores que o executivo disponibilizou, Silva Lopes Etyambulo não os revelou mas confirmou que os mesmos já estão na conta bancária da instituição filantrópica que dirige:

«No que tange aos projectos sobretudo da Anda a nível provincial é satisfatório porque conseguimos dar os valores necessários", disse.

Na ocasião o presidente da Anda anunciou que no imediato serão ajudados 1750 deficientes e familiares.

A província do Cuanza-Sul tem um universo de mais de 50 mil deficientes, muitos dos quais fora do controlo da ANDA.
XS
SM
MD
LG