Links de Acesso

Angola está em transição e cabe ao Presidente saber geri-la

  • Alvaro Ludgero Andrade

 José Eduardo Dos Santos

José Eduardo Dos Santos

Analista Paula Cristina Roque projecta os próximos tempos.

A situação em Angola tem merecido a atenção de organizações e analistas internacionais que acreditam estar o país a viver um novo período na sua história recente.

A analista da Universidade de Oxford Paula Cristina Roque considera que o país está numa fase de transição.

Em conversa com a Voz da América nesta quarta-feira, aquela especialista em temas angolanos projecta uma transição com várias vertentes.

Para Paula Cristina Roque, a situação actual em Angola mudou e muito, cabendo ao Presidente um papel importante nesse processo.

Roque aborda o papel da elite do poder, das Forças Armadas e garante que Manuel Vicene não será o sucessor de Santos.

Para aquela especialista em temas africanos, com destaque para Angola e Moçambique, não haverá solução militar porque os generais de terreno respeitam a Constitução e nunca protagonizarão um golpe de Estado, mas que vão se fazer impõr.

Paula Cristina Roque acredita, no entanto, que cabe ao Presidente da República gerir essa transição, mas, para isso, tem de saber o que passa nas ruas do país.

Acompanhe a entrevista na rubrica Agenda Africana:

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG