Links de Acesso

Angola: Ensino superior em greve

  • Manuel José

Biblioteca da Universidade Agostinho Neto, Luanda (Angola)

Biblioteca da Universidade Agostinho Neto, Luanda (Angola)

Professores querem aumentos salariais. Acusam ministério de nao entbular "diálogo sério"

Os professores do ensino superior angolano entram em greve a partir de Terça-feira por tempo indeterminado




A greve foi anunciada pelo Secretário-geral do SINPES-Sindicato dos Professores do Ensino Superior, Eduardo Peres Alberto.

Entre os pontos do caderno reivindicativo constam a melhoria dos salários dos professores do ensino superior que segundo Alberto em alguns casos é inferior aquele dos colegas que leccionam no ensino médio.

"Nós reclamamos aumento salarial,” disse aquele dirigente sindical que fez notar que os professores foram afectados por cortes aos subsídios de investigação científica, de saúde e de habitação.

“Há mais de dois anos, todos subsídios foram cortados," disse.

Para o sindicalista, a melhoria dos salários dos professores poderia servir de instrumento para acabar com a corrupção que graça as instituições do país.
"O problema também tem a ver com a qualidade do ensino superior,” disse.

“Com bons salários haverá eficiência e eficácia para combater a corrupção que a sociedade angolana se queixa," acrescentou

Alguns estudantes manifestaram-se contra a greve.

"Esta greve seria totalmente prejudicial para os estudantes," disse Domingos Ginga
Mas há estudantes que vêem de outra forma as reivindicações dos seus professores.

Diogo Mendes "Tem lógica porque o professor é como um pai em casa, quando não prepara condições para os filhos, estes também entram no problema," disse Diogo Mendes.
O ministério do ensino superior não fez até agora qualquer comentário.

Algo que o presidente do sindicato, Peres Alberto, condenou.

"Não há abertura, nem dialogo sério e responsável, para corrigirmos os erros,” disse.
“Porquê do silencio absoluto por parte do ministério do ensino superior?" interrogou.
A Voz da America não conseguiu qualquer comentário por parte do ministério

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG