Links de Acesso

Angola encerra posto fronteiriço com RDC

  • Fernando Caetano

Ernesto Muangala, governador da Lunda Norte

Instabilidade na província congolesa do Kasai faz aumentar tensão na fronteira

As autoridades angolanas encerraram um posto fronteiriço com a República Democrática do Congo (RDC) devido à deterioração da situação de segurança na provincia congolesa de Kasai.

Trata-se de Tchissanda, na Lunda Norte, um centro de comércio entre os dois países.

O facto foi anunciado pelo governador da província da Lunda Norte Ernesto Muangala que disse que ”enquanto persistir a situação de conflito na província vizinha, não teremos condições para abertura dos mercados, assim como os próprios congoleses não poderão deslocar-se até à fronteira”.

Na ocasião, o governador desmentiu informações de que teria havido confrontos militares com forças angolanas ao longo da fronteira

“Não há registo disso, dessa situação ao longo do nosso território, da nossa fronteira”, disse Ernesto Muangala, esclarecendo que um vídeo a correr nas redes sociais não diz respeito a Angola.

“O fardamento que apresentam esses elementos, não é da polícia nacional. As botas que utilizam os elementos mortos não são da polícia nacional e as próprias línguas que os insurrectos estavam a expressar-se assim como as vítimas, nada têm a ver com a polícia nacional, nem com as Forças Armadas Angolanas e portanto, o Governo provincial da Lunda Norte desmente”, concluiu.

Anteriormente, o Governo da Lunda Norte havia emitido um comunicado de imprensa a revelar a criação de uma comissão multisectorial para apoio logístico aos refugiados da RDC em função da situação militar naquele país.

Neste momento, a situação na fronteira comum é considerada estável a julgar pela diminuição da entrada de refugiados através da província da Lunda Norte

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG