Links de Acesso

Angola: Empresários dizem que taxas de juro impedem investimentos

  • Manuel José

Quanto custo o dinheiro? Muito caro, dizem empresários

Quanto custo o dinheiro? Muito caro, dizem empresários

Juros reflectem realidade da inflação, respondem os bancos

A taxa de juros praticada pelas instituições bancarias em Angola ainda é considerada de proibitiva pela classe empresarial nacional e é um obstáculo às suas iniciativas, disse um dirigente empresarial.




Mas os bancos afirmam que as suas taxas de juro reflectem apenas a realidade inflacionaria ano país.

O representante angolano da câmara de comércio Angola-Estados Unidos da América, Pedro Godinho pensa que a elevada taxa de juros de Angola tem sido o principal entrave para o desenvolvimento de novos investimentos.

"As taxas de juros têm sido muito proibitivas e tem forçado a hibernação de muitos projectos porque as condições financeiras que os bancos hoje apresentam não são estimulantes, para o desenvolvimento de muitos projectos," disse.

O empresário reconhece as várias iniciativas que o governo tem estado a adoptar, para a redução da taxa de juro mas defende a necessidade dos juros baixarem mais para o aumento do numero de empregos.

"Com a baixa da taxa de juros naturalmente vários projectos poderão ser desenvolvidos, há de se criar mais postos de trabalho, mais empregos que poderão contribuir, para o bem-estar social dos nossos cidadãos," disse.

A Voz da América ouviu duas instituições bancarias do país sobre o assunto, e representantes frisaram que o que os bancos fazem apenas espelha uma realidade económica.

Luis Filipe Lélis, administrador executivo do Banco Angolano de Investimentos, BAI, diz que a taxa de juros é alta devido sobretudo ao índice elevado da inflação no país.

"Um dos factores fundamentais para o actual nível de taxa de juros em Angola, pelo menos aquela denominada em moeda nacional, tem a ver com a actual taxa de inflação em Angola que ronda a volta dos 8 ou nove por cento," disse, para acrescentar que esse nível de inflação poderá durar ainda algum tempo.

"Há uma inflação estrutural no país que vai levar o seu tempo, Angola ainda depende muito das importações, ela terá eventualmente condição de ser mais baixa e consequentemente fazer baixar a taxa de juros, para padrões que possam permitir incentivar outros níveis de investimentos," acrescentou

Outro banco, o BFA apresentou argumentos idênticos. O presidente executivo Emídio Pinheiro pensa que enquanto a taxa de inflação se mantiver alta muito dificilmente a taxa de juros praticadas poderá ser reduzida.

"Seria desejável que a taxa de juros venha a descer á medida que as condições macroeconómicas o permitam,” disse acrescentando que isso tornará o crédito
“mais barato e acessível para todos que queiram investir ou comprar uma casa, para poderem realizar os seus projectos com acesso a créditos mais baratos”.

“Penso que 'é desejável que a prazo, a taxa de juros em Angola venha a descer," disse.

A Taxa de juros praticada actualmente em Angola cifra-se em 10,25
XS
SM
MD
LG