Links de Acesso

"Golpe" deixa Caixa Social das FAA sem fundos para pagar pensões a veteranos

  • Manuel José

Manifestação dos veteranos de guerra em Luanda, Angola (Junho 2012)

Manifestação dos veteranos de guerra em Luanda, Angola (Junho 2012)

Na base do não pagamento fala-se em desfalque protagonizado por alguns generais da Direcção anterior da Caixa, mas esta não presta informações aos lesados

Os pensionistas da Caixa Social das Forças Armadas Angolanas continuam sem receber os seus salários de Novembro, Dezembro e o décimo terceiro mês de 2012, bem como o subsídio de empregadas, este há mais de três anos.

Na base do não pagamento fala-se em desfalque protagonizado por alguns generais da Direcção anterior da Caixa. Um dos pensionistas identificado como senhor Kiala avançou à VOA dois nomes suspeitos:

“Os nomes do senhor Arlindo e de Ana Bela, esses desfalcam muito a Direcção da Caixa.”

É que segundo estes, a Caixa Social corre risco de encerrar as suas portas:

“Ainda nos dizem que a Caixa Social, um dia vai acabar”.

Algumas suspeições de desfalque na Caixa Social das FAA. De concreto mesmo nenhuma informação relevante:

“Realmente não dizem onde é que pára o dinheiro, também não dizem quando vão pagar e porque que não pagam, só dizem, esperem.”

Luciana de Lemos é antiga militar, acusa alguns funcionários da Caixa de ficarem com o dinheiro dos pensionistas, para comprarem carros top de gama.

“Esses que trabalham aqui na Direcção da Caixa têm carros bonitos, grandes carros, carros bons e bonitos mas nós estamos aqui a passar mal.”

Outros ex-militares, como José Figueiredo, querem apenas saber da Caixa Social sobre as razões do não pagamento.

“Queremos uma informação concreta a dizer o que se passa com a Caixa Social, qual é o problema para não pagar até agora.”

José Miguel, outro antigo militar, de tanto desespero, diz querer a ajuda dos Estados Unidos da América:

“Nos queremos que a América metesse a mão nessa situação dos ex-militares angolanos, se não vamos andar sempre atrás dos outros que têm dinheiro enquanto que nós sofremos.”

O analista político Reginaldo Silva defende a intervenção do Tribunal de Contas, no caso da Caixa Social:

“No caso da Caixa Social que vive dos dinheiros públicos, há uma entidade que tem de fiscalizar, é o Tribunal de Contas.”

O jornalista deplora a forma como avultadas somas de dinheiro terão saído da Caixa:

“Houve uma gestão de fundos da Caixa Social meio esquisita, estes milhões foram dados a generais, empréstimos a que títulos?”

Hoje os veteranos de guerra verificam uma pausa mas prometem sair à rua amanhã de manhã, desta feita defronte das instalações do Ministério da Defesa de Angola. Da Direcção da Caixa Social, segundo informação prestada por um elemento do Gabinete de Comunicação e Imagem, ninguém pode se pronunciar por falta de ordens superiores.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG