Links de Acesso

Na Huíla oposição satisfeita com a campanha

  • Teodoro Albano

Dionísio Epalanga, presidente da Comissão Provincial Eleitoral da Huíla

Dionísio Epalanga, presidente da Comissão Provincial Eleitoral da Huíla

Partidos queixam-se de pequenos incidentes mas dizem que eleições serviram para dar a conhecer os seus programas

Na importante província eleitoral da Huíla, os partidos da oposição fizeram no geral um balanço positivo da campanha eleitoral que encerrou Quinta-feira.


Para a Coligação Nova Democracia, com maior ou menor dificuldade a mensagem foi transmitida, agora é aguardar pela decisão do eleitor, disse o porta-voz de campanha Pedro Alberto.

“ A nossa mensagem tem sido bem captada,” disse Alberto acrescentando que o seu partido não deparou com “nenhum empecilho.”

Para a CASA-CE, Adalberto Bravo da Costa da CASA CE lamentou alguns incidentes ocorridos durante o processo, mas disse que o processo serviu para estender os conhecimentos do partido.

“Nós temos que ter nestes momentos num país como o nosso a estatura suficiente de compreender que isto é um processo e também temos que conduzi-lo com alguma pedagogia política,” disse.

“Conseguimos atingir os objectivos primários e oxalá que os números confiram aquilo que são as nossas convicções” acrescentou.

Para o Partido de Renovação Social, PRS, auguram-se em 2012 bons resultados a julgar pelas declarações da responsável, Júlia Adriano

“ Este ano estaremos num outro patamar na província da Huíla. É um programa bem apresentado ao povo e o povo acatou aquele programa. O nosso balanço é muito positivo,” disse.

O porta-voz da campanha eleitoral da UNITA, Félix Kuenda, disse que com excepção para alguns problemas verificados na colocação de símbolos, o balanço da campanha é satisfatório.

“ Independentemente disso, nós podemos considerar que a campanha em si está a ocorrer num ambiente de paz num ambiente de liberdade de expressão dentro daquilo que são as normas que regem um processo eleitoral,” acrescentou.
XS
SM
MD
LG