Links de Acesso

Observadores nacionais e estrangeiros consideram eleições angolanas "justas e livres"

  • Manuel José

Acta síntese de uma secção de voto no município de Viana, em Luanda (VOA/Coque Mukuta)

Acta síntese de uma secção de voto no município de Viana, em Luanda (VOA/Coque Mukuta)

OBEA diz que houve delegados dos partidos nos locais de voto que assinaram as actas

A comunidade dos países de língua portuguesa CPLP disse que as eleições tinham sido na generalidade livres, transparentes e democráticas.



Em Luanda o Observatório Eleitoral Angolano (OBEA) foi da mesma opinião. O OBEA que congrega mais de 40 ONGs nacionais declarou que o processo de votacao aconteceu de forma “pacifica, livre e ordeira”.

Para esta plataforma de observadores houve presenca de todos os delegados de lista dos partidos políticos.

“O OBEA verificou que em todas as mesas de voto observados durante o apuramento havia delegados de lista presentes que assinaram a acta,” disse.

Dai o Observatório ter concluído que o pleito eleitoral foi livre e trasparente.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG