Links de Acesso

Angola: Criticados gastos com mundial de hoquei

  • Manuel José

Competição vai custar mais de 130 milhões de dólares

A realização do campeonato do mundo de hóquei em patins por Angola é extemporânea, considera a jurista Ana Paula Godinho.




A advogada deixa claro que não é contra os eventos desportivos mas na sua opinião Angola tem outras prioridades que não passam pela realização de um mundial de hóquei em patins com custos tão elevados.

"Nóss neste momento vivemos um momento histórico em que é preciso definir prioridades, eu penso que não era prioritário fazer um campeonato mundial de hóquei em patins e despender-se tanto dinheiro," disse.

Recentemente numa conferencia de imprensa, o presidente da UNITA Isaias Samakuva já havia manifestado indignação pela pelo facto do país dar prioridade a realização do mundial de hóquei em patins.

O campeonato do mundo de hóquei em patins começa em Setembro, nas cidades do Namibe e Luanda e vai custar aos cofres do estado angolano, segundo a organização perto de 130 milhões e setecentos mil dólares norte-americanos.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG