Links de Acesso

Trabalho infantil: Problema preocupante no Namibe

  • Armando Chicoca

Menores provenients da Huíla procuram trabalho no Namibe

Menores provenients da Huíla procuram trabalho no Namibe

A reportagem da Voz da América ouviu os menores que justificaram as razões porque deixaram os seus pais no município da Chibia.

Na província angolana do Namibe aumentam os casos de trabalho infantil. Investigando essa questão, a VOA ouviu alguns dos menores, autoridades tradicionais e o responsável do Instituto Nacional da Criança.

Cerca de 15 menores dos 12 aos 15 anos de idade, entre os quais 3 meninas, recrutados no município da Chibia, província da Huila, por agricultores locais, trabalham nas fazendas agrícolas do vale do Giraul.

A falta de assistência alimentar, faz com que estas crianças, nos fins de semana percorram dezasseis quilómetros a pé até ao acampamento dos chineses que reabilitam a estrada Namibe/ Lucira e Benguela, à procura de migalhas de comida para saciar a fome.

A reportagem da Voz da América ouviu os menores que justificaram as razões porque deixaram os seus pais no município da Chibia supostamente à procura de dinheiro nestas paragens.

Adriano Sapalo de 13 anos de idade disse peremptoriamente que fugiu da casa de seus pais encontrando-se neste momento a trabalhar numa das fazendas agrícolas do vale do Giraul.

O soba das comunidades do Giraul-de-cima, Manuel Faustino manifestou-se indignado pela forma como as crianças estão a ser tratadas, sem assistência sanitária e fora da escolarização.

Já o chefe dos serviços do Instituto Nacional da Criança no Namibe, Mário Tyova garantiu que tudo está a ser feito para que estas crianças regressem aos seus pais.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG