Links de Acesso

CEAST aponta irregularidades nas eleições angolanas

  • Venâncio Rodrigues

Arcebispo do Saurimo, Dom José Manuel Imbamba, rodeado de crianças (Foto de arquivo)

Arcebispo do Saurimo, Dom José Manuel Imbamba, rodeado de crianças (Foto de arquivo)

A falta de observação, pela CNE, do Código de Conduta Eleitoral e a parcialidade dos órgãos de comunicação social do Estado, foram "preocupantes"

Os observadores da Comissão de Justiça e Paz da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé constataram ter havido muitos “aspectos negativos” antes e durante o acto eleitoral de 31 de Agosto, em Angola.

O relatório de observação eleitoral apresentado segunda-feira, em conferência de imprensa, pelo secretário geral da comissão de justiça e paz da CEAST, padre Belmiro Chissenguessy, aponta, como “aspectos preocupantes”, a falta de observação, pela CNE, do Código de Conduta Eleitoral e a parcialidade dos órgãos de comunicação social do Estado.

Outras irregularidades apontadas pela CEAST têm a ver com as dificuldades na localização das assembleias de voto, a ausência dos delegados de lista nos locais indicados e a mudança de lugar, dos representantes dos partidos concorrentes, na noite que antecedeu ao escrutínio, bem como a abstenção de cerca da 40 por cento dos eleitores.

Os observadores da CEAST recomendam à CNE a informar ao país em relação ao caso de eleitores cujas assembleias de voto não corresponderam com as indicadas durante a fase da actualização do registo eleitoral.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG