Links de Acesso

Angola: Caso Cassule Kamulingue continua rodeado de mistério

  • Manuel José

Autoridades mantêm silêncio sobre as investigações e familiares dizem que nada sabem do que se passa

O desaparecimento e morte dos activistas Isaías Cassule e Alves Kamulingue em 2012 continua rodeado de mistério.


Depois das autoridades terem anunciado prisões de indivíduos alegadamente envolvidos no caso e da demissão de uma destacada figura dos serviços de informações do Estado nada mais se soube e a impaciência toma conta dos familiares de Cassule e Kamulingue.

O advogado dosa cativistas pede calma e promete que a pressão vai continuar até o desfecho satisfatório deste caso.

Horácio Essule, pai de Kamulingue, diz que as coisas não avançam:

"Não houve mesmo absolutamente nada até este momento, mantêm-se as coisas na estaca zero, nem água ve, nem água vai", diz.

A maior indignação dos familiares prende-se com a promessa não cumprida pelo Estado em matricular as crianças órfãs que até ao momento continuam sem escola.

Quanto aos corpos dos seus ente queridos, Veloso Cassule irmão de Isaías Cassule, a mesma fonte garante que desde o exame de DNA que fizeram em Dezembro e que segundo as autoridades haviam dado negativo não mais houve nenhuma novidade.

O advogado David Mendes, da organização Mãos Livres, garante que a sua organização vai continuar a pressionar sobre este caso.

"Muitos não acreditavam que o processo de Cassule e Kamulingue chegasse onde chegou, foi preciso muita perseverança, muita pressão e esta pressão vai continuar”, disse.

“Poderá demorar porque mudar consciências leva tempo, poderá demorar mais algum tempo mas a justiça vencerá," conclui aquele advogado..

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG