Links de Acesso

Angola: CASA CE prepara estratégias políticas para 2014

  • Coque Mukuta

 Abel Chivukuvuku da CASA CE

Abel Chivukuvuku da CASA CE

Chivukuvuku quer que o governo abra aos meios de informação estatais à oposição

O Presidente da CASA CE, Abel Chivukuvuku, disse que os militantes da sua organização devem lutar contra a corrupção por toda a Angola, ao mesmo tempo que disse ser uma das prioridades do partido é lutar para a a abertura dos órgãos de informação estatais a todos os partidos.




Chuvukuvuku falava na reunião do Conselho Executivo da terceira maior formação politica angolana CASA-CE, que analisa Quarta e Quinta-feira o estado político da organização e a postura que deverá adoptar em 2014 perante os desafios políticos.
Entre outros assuntos, a CASA-CE vai decidir sobre a institucionalização do 23 de Novembro, data da morte do activista Manuel Hilberto Ganga como patrono da sua organização política

Abel Chivukuvuku começou o seu discurso por questionar como a CASA-CE deve se posicionar perante as atitudes do partido do Governo contra a oposição.

Segundo Chivukuvuku uma das questões que não pode continuar em 2014 é a actuação dos órgãos de comunicação social pública por favorecerem apenas o MPLA.

O dirigente da CASA CE disse que o seu partido vai continuar a “ exigir, solicitar, fazer” para que haja um “meio termo”.

“Não podemos deixar que se mantenha assim é a forma como os órgãos Públicos continuem assim,” disse.

O conclave, no qual participam os secretários das 18 Provinciais, membros do Conselho Deliberativo Nacional, residentes em Luanda e convidados, vai debater ainda a institucionalização do 23 de Novembro como data da juventude daquela organização política.

Abel Epalanga Chivukuvuku disse aos militantes da CASA-CE que devem assumir-se como actores na luta contra a corrupção e a má governação.

“Lá onde estivermos temos que nos assumir as nossas posições e exigir que os governantes cumpram paraque os recursos estejam destinados para melhoria da qualidade da vida dos cidadãos,” disse Abel Chivukuvuku .No entanto, reconheceu alguns percalços, como, por exemplo, a perda do activista Manuel Hilbert, Ganga morto no dia 23 de Novembro pela tropa da guarda presidencial.
XS
SM
MD
LG