Links de Acesso

Angola: Autarquias são essenciais para o processo democrático


Em Angola e noutros países onde a democracia não está fortemente enrízada, as eleições são sempre rodeadas de dívidas. Na foto, Kosovo...

Em Angola e noutros países onde a democracia não está fortemente enrízada, as eleições são sempre rodeadas de dívidas. Na foto, Kosovo...

Fala-se sobre os preparativos para as legislativas de 2012. Mas há quem defenda que sem eleições autárquicas o processo democrático em Angola está incompleto.

Em Angola, debate-se muito, nestes dias, se as eleições legislativas de 2012 serão adiadas pelo governo, como acomnteceu. sistematicamente, com as de 2004 - que se realizaram quatro anos mais tarde.

Na mesa redomnda desta semana, ouvimos o jurista Pedro Pacarakata o qual lembrou que as "eleições são um acto humano organizadas por homens". O seu sucesso depende, muitas vezes, da vontade deses homens e não das condições materiais.

"No nosso caso concreto o probmema não é de condições materiais. Temos mais estradas, temos mais meios de transporte. Temos mais dinheito. Segundo declarou o próprio Presidente da República a crise já acabou. A questão é a vontade", disse Pacarakata

O jurista prosseguiu dizendo que "havendo comndições materiais, as eleiçções são adiadas em função dos objevticos que cada grupo concorrente tem em vista. Quem estiver no poder tam a tentação de conservá-lo. E, por regra geral, quem estiver no poder e concluir que, se se lançar ao pleito popde perder, então tenta criar condiçoes objectivas para adiar as eleições.

Nesta mesa redonda, ouvimos, também, o jurista Eusébio Rangel. Ele defende que "a democracia de que se fala passa pela implemntação das autarquias. A sua não implememntação constitui um défice da democratização. É nas autarquias que as aspiorações e interesses são melhor resolvidos", declarou, explicando que na governação há tudo a ganhar com a maior proximidade entre o cidadão e o poder", que se torna mais receptivo.

Clique na barra acima deste texto ou já abaixo, para ouvir a mesa redonda sobre as eleições em Angola.

XS
SM
MD
LG