Links de Acesso

Artesenato é também face de Angola ao mundo

  • Pedro Dias

 artesanato

artesanato

Venda dá também meio de sobrevivencia a muitos angolanos

Isabel Paulo Chivangula é uma artesã angolana que poucos conhecem. Mas ela é o símbolo de muitas e muitos que como ela são a face de Angola através da sua arte vendida a turistas e cidadãos angolanos através do pais.

Chivangulula natural da Barra do Kwanza, onde nasceu há cinquenta anos, é artesã e sobrevive da arte que aprendeu a partir de sua mãe.

Apesar de ser esposa, está à frente no lar quando se fala de dinheiro e é com a venda dos seus produtos tem conseguido alimentar os seus familiares.

A artesã trabalha com a palha para fazer os seus produtos, alcofas, bases para louça, tapetes, cestos e muito mais, dependendo da criatividade da artista.

“ Os cooperantes ou estrangeiros são os maiores clientes na compra dos produtos”, disse acrescentando que “Novembro e Dezembro são os meses de maior procura”.

Por esta altura, as peças de arte são expostas ao longo do percurso de quem vai à Praia do Buraco na Zona do Ramiros, Município de Belas, uma instância balnear, local turístico frequentado por cidadãos nacionais e estrangeiros.

A artista Isabel Paulo Chivangulula, tem ensinado a arte de trabalhar a palha a familiares bem como quem queira dedicar-se a actividade para viver. Chivangulula considera a arte como de sobrevivência, porque sem ela estaria morta.

“ As dificuldades poderiam acabar com a minha vida” diz a artesã.

XS
SM
MD
LG