Links de Acesso

Angola continua a ter a situação do VIH e SIDA a duas velocidades

  • Manuel José

Os casos de novas infeções continuam a crescer a cada dia que passa segundo a Associação Justiça Paz e Democracia.

Angola continua a ter a situação do VIH e SIDA a duas velocidades: De um lado o executivo angolano que afirma estar controlada a situação das grandes endemias incluindo o VIH-SIDA.

“As acções de controlo das principais endemias registaram avanços especialmente com relação ao VIH-SIDA”, Jose Van-Duem ministro da saúde de Angola.

Do outro lado as organizações não-governamentais de combate a SIDA que dizem estarmos em presença de uma situação dramática.

António Coelho: “A situação é preocupante de uma maneira geral e dramática nalgumas zonas do país”

António Coelho da ANASO que amanhã realiza uma marcha de solidariedade para com as pessoas vivendo com VIH-SIDA.

A Associação de luta contra a SIDA pensa levar 5 mil pessoas à marcha.

A ANASO contabiliza perto de quinhentas mil pessoas infectadas pelo VIH e SIDA em Angola. “Cerca de meio milhão de pessoas estão infectadas, destas trinta mil já faleceram).


António Coelho disse ainda que só oitenta e duas mil pessoas têm seguimento clinico.

“Cerca de 82 mil cidadãos estão a ser acompanhados do ponto de vista clinico destas só 42 mil estão a fazer terapia anti-retroviral”.

Os casos de novas infecções continuam a crescer a cada dia que passa segundo a Associação Justiça Paz e Democracia.

Godinho Cristóvão da AJPD: “E com muita tristeza que ouvimos que a situação está controlada, está estabilizada mas todos os dias temos novos casos de infecções e não são poucos”.

Um dado que a ANASO apresentou como sendo de seis mil novos casos de infecção de VIH SIDA na última década.

António Coelho – “Nos últimos dez anos em média registámos 6 mil novas infecções por ano”.


Um dos motivos segundo Coelho, para que haja um fraco combate a SIDA em Angola deve-se a letargia da Comissão Nacional de Luta contra SIDA liderada pelo presidente Jose Eduardo dos Santos.

António Coelho – “A Comissão Nacional de Luta Contra a SIDA é liderada pelo presidente da República, mas infelizmente este órgão funciona de forma débil; é preciso que a Comissão funcione de forma efectiva com uma liderança política bastante consistente”.

Para além de haver casos em Angola de discriminação de pessoas a viverem com VIH SIDA.

“Pessoas que são despedidas do local de trabalho por causa da sua condição serológica”.

Outra organização de luta contra SIDA, a AALSIDA também clama por apoios.

Arnaldo Júnior – “Neste momento, temos tido varias dificuldades para implementar os nossos projectos porque não temos apoio, os doadores saíram de Angola como os casos do Fundo Global e outras”.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG