Links de Acesso

Angola: 5 anos depois caso dos actores assassinados continua por esclarecer

  • Coque Mukuta

Avenida Marginal, Luanda

Avenida Marginal, Luanda

Associação Mãos Livres quer levar caso à Comissão Africana

Cinco anos depois, ainda não se concluiu em Angola o processo dos dois actores que foram mortos no município do Sambizanga quando gravavam um filme intitulado “Sem Piedade”.
Para Salvador Freire, Presidente da organização cívica “Mãos Livres”, passados cinco anos conclui-se que o processo está encerrado e pede às famílias para que façam maiores pressões sobre a Procuradoria-Geral da República: “Evidentemente o processo está encerrado os familiares devem continuar junto da Procuradoria-Geral da República a pressionar o caso” frisou aquele activista.

Salvador Freire disse também que regista-se no caso dos jovens Nunes Mendes Ernesto, mais conhecido por “Bayoco” e Danilson dos Santos a negação da justiça, por isso as “Mãos Livres” irá, em breve, escrever à Comissão Africana e fazer diligências internacionais por ver rejeitada a justiça em Angola: “Nós vamos fazer tudo para levarmos o caso à Comissão Africana, porque passados cinco anos é claro que a justiça foi negada dentro do país e por isso nós vamos recorrer” realçou Salvador Freire, presidente da Associação Cívica Mãos Livres, falando acerca do caso dos assassinatos a morte dos dois jovens quando participavam na rodagem do filme “Sem Piedade”.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG