Links de Acesso

Angola: 41 anos após a independência o que há ainda por fazer?

  • Coque Mukuta

Baixa de Luanda com vista para a marginal. Angola

Baixa de Luanda com vista para a marginal. Angola

Quarenta e um anos após a independência, muitos angolanos reclamam por maiores oportunidades e melhores condições de vida.

Mas não obstante todas as preocupações ainda partilham da ideia de que valeu a pena a independência contra a subjugação colonial.

A VOA entrevistou na rua vários cidadãos para ouvir a sua opinião sobre os 41 anos de independência que se celebram Sexta-feira, 11.

Para Agostinho Canjamba, motoqueiro, a independência deu liberdade e direitos que não podia ter com a colonização.

“Com a independência estamos mais livres e já conseguimos ter as nossas próprias motorizadas, coisas que não conseguíamos ter,” disse.

Mas Gika Sebastião pensa que que falta muita coisa para a construção de um estado independente.

“Falta muito e muito mesmo. Por exemplo nas infrasestruturas precisa-se maior qualidade e mais fiscalização”, disse.

Gika pede ao Presidente da República, José Eduardo dos Santos, para velar mais pela população para a dignificação da independência de Angola.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG