Links de Acesso

Aumenta o consumo da cocaína e álcool em Angola

  • António Capalandanda

Fazenda da Esperança, no Huambo

Fazenda da Esperança, no Huambo

Luanda e Lubango são apontadas como importantes portas de entrada de droga pesada

A Fazenda da Esperança é um centro de recuperação para tóxico-dependentes a funcionar no antigo Mosteiro Trapista, no Huambo.Ali são acolhidos jovens de várias regiões do país, em luta contra o álcool e a droga.

As províncias de Benguela, Luanda e Lubango são apontadas como importantes portas de entrada de droga pesada como a cocaína, segundo disseram a Voz da América, fontes policias. As fontes não revelaram a origem da droga, apenas alegaram que ela é distribuída para as províncias de Huambo e Bié.

Os jovens encontram-se muitas vezes na linha da frente da mudança social, e as tendências para o aumento do consumo de álcool e de drogas ilícitas pelos jovens constituem uma importante tendência social em Angola.

Dom José Queiroz, bispo do Huambo (esq.) com o Núncio Apostólico em Angola, Novatus Rugambwa

Dom José Queiroz, bispo do Huambo (esq.) com o Núncio Apostólico em Angola, Novatus Rugambwa



A Fazenda da Esperança é um projecto da igreja católica, que surgiu na província planáltica do Huambo, para salvar jovens fortemente implicados com álcool e drogas, através da religião.

A capela do antigo Mosteiro dos Trapistas, que tinha sido destruída pela guerra, foi reformada para internar pessoas tóxico-dependentes.

Onze jovens provenientes das províncias de Benguela, Luanda e Huambo são acompanhados e incentivados a viver uma vida nova, através da fé religiosa e do serviço comunitário.

Durante uma recente visita do Núncio Apostólico, Dom Novatus Rugambwa,o jovem Nelson Eduardo João, proveniente de Benguela confessou a sua luta contra o álcool e a cocaína: "Era por esse motivo que nos metíamos em marginalização. Éramos obrigados praticar assaltos nas ruas para conseguir dinheiro para comprar a cocaína."

Algumas partes da Fazenda da Esperança, no Huambo, ainda aguardam reabilitação

Algumas partes da Fazenda da Esperança, no Huambo, ainda aguardam reabilitação

O álcool é a substância psicotrópica mais consumida pelos jovens em toda Angola. A maioria que experimentou a cocaína terá alguma experiência de consumo de álcool e tabaco. Alegam que o consumo de droga experimental foi por influência dos amigos, conforme explica Nivaldo Augusto um jovem de Luanda. Diz ele:"Estou a aqui há um mês e duas semanas. É difícil estar distante da família, a dependência da droga aperta, as vezes há aquela ansiedade" revelou Augusto, acrescentando que "eu comecei a consumir drogas com 14 e 15 anos, primeiro foi o álcool, depois fui para liamba, mais tarde crack e cocaína, mas graças a Deus aqui estou a me livrar de tudo."

Já o Núncio Apostólico disse para um país como Angola, que viveu longos anos de guerra civil e que ainda enfrenta grandes dificuldades,a igreja deve ser uma instituição de esperança.E acrescentou:"O cristão tem sempre algo para dizer e fazer sobretudo quando existe tristeza, desânimo e dificuldades. O Senhor quer que sejamos pessoas de esperança e capazes de amar os outros."

Existem no mundo 82 Fazendas da Esperança das quais duas estão fixadas em África, sendo uma em Angola e outra em Moçambique. A Fazenda da Esperança significa vida nova e um recomeço de si mesmo.

XS
SM
MD
LG