Links de Acesso

Andebol angolano despede-se dos Jogos Olímpicos

  • Alvaro Ludgero Andrade

 Natalia Bernardo (ANG) com a bola e Emilie Hegh Arntzen (NOR) no jogo Angola vs Noruega. (Arquivo)

Natalia Bernardo (ANG) com a bola e Emilie Hegh Arntzen (NOR) no jogo Angola vs Noruega. (Arquivo)

Moçambique e Cabo Verde ainda no Rio-2016

Moçambique e Cabo Verde são os únicos países africanos de língua portuguesa que continuam a disputar uma prova nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A dupla de canoagem moçambicana formada por Mussa Chamaune e Joaquim Lobo entra nas águas da Lagoa na semifinal dos 1000 metros.

Nesta quarta-feira, 17, a cabo-verdiana Maria Andrade enfrenta em Taekwondo, na categoria de 49 quilos, a tailandesa Panipak Wongpattanakit, enquanto an sexta-feira, 19, será a vez de Elyane Boal estrear na ginástica artística.

Entretanto, nesta terça-feira, 16, a selecção angolana de andebol viu morrer o sonho de disputar uma medalha ao perder por 27-31 frente à Rússia.

Em seis jogos, as angolanas ganharam apenas os dois primeiros, mas com a conjugação de esforços passaram, pela primeira vez, às meias-finais dos Jogos Olímpicos.

O cabo-verdiano Jordin Andrade também se despediu ontem do Rio-2016 ao cair as meias-finais dos 400 metros barreiras.

Os atletas da Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe já terminaram a sua participação.

XS
SM
MD
LG