Links de Acesso

Ameaça terrorista contra Washington e Nova Iorque


Ameaça de acção terrorista em Washington e Nova Iorque suscita acrescidas medidas de segurança

Ameaça de acção terrorista em Washington e Nova Iorque suscita acrescidas medidas de segurança

"Caça ao homem" nos Estados Unidos visa três suspeitos de envolvimento numa possivel acção hostil.

As autoridades americanas estão a investigar uma ameaça terrorista contra Washington e Nova Iorque, baseada em informação "específica, credível, mas não confirmada".

A ameaça coincide com o décimo aniversário dos atentados de 11 de Setembro, que é assinalado no próximo domingo. De acordo com uma fonte da Casa Branca o Presidente Barack Obama foi informado da ameaça e ordenou uma intensificação da "vigilância e das actividades anti-terroristas".

O FBI e outras polícias americanas lançaram uma "caça ao homem" e procuram três homens relacionados com esta ameaça.

Peritos em terrorismo afirmam que a ameaça visará, sobretudo, "edifícios do Governo e meios de transporte aéreo e ferroviário". Fontes oficiais dizem que parte da informação referente a esta ameaça foi recebida do estrangeiro.

Analistas crêem que, pelo menos em parte, as informações sobre esta ameaça terrorista terão sido derivadas de documentos capturados na casa de Osama bin Laden, no Paquistão, durante o raide das forças especiais americanas que mataram o chefe da al-Qaeda.

O mayor de Nova Iorque, Michael Bloomberg, disse que a ameaça "é credível mas não confirmada" e que, em todo o caso, aniversários como o que agora se assinala constituem uma tentação adicional.

Tal como em Washington, Nova Iorque está sob medidas de segurança acrescidas, "algumas algumas visíveis e outras não", disse Bloomberg. O chefe da polícia de Nova Iorque, indicou que será reforçada a presença policial no "Ground Zero" local onde, até setembro de 2001, se localizavam as Torres Gémeras, destruídas durante os atentados.

O reforço inclui a adição de mais unidades de armas pesadas aos efectivos policiais destacadas para a segurança naquela zona da cidade.

Na capital americana, por entre uma série de medias extra não anunciadas, a polícia cancelou férias e folgas e instituiu turnos de 12 horas, "até ordem em contrário".

Dezenas de organizações e agências policiais e de segurança interna estão em estado de alerta.

Três mil pessoas morreran em Nova Iorque, Pensilvânia e no Pentágono (arredores de Washington) quando a 11 de Setembro de 2001 quatro aviões desviados e pilotados por terroristas, se despenharam contra edifícios de escritórios e da Secretaria da Defesa dos EUA.

O avião que caíu na Pensilvânia foi impedido de chegar ao alvo (presumivelmente em Washington), por um levantamento dos passageiros que lutaram com os piratas. O aparelho despenhou-se num descampado a poucio nais de 30 minutos de vôo da capital.

XS
SM
MD
LG