Links de Acesso

Alta expectativa na Guiné-Bissau sobre novo Governo

  • Lassana Casamá

Bissau

Bissau

Cidadãos clamam por soluções.

Três dias depois de o Presidente da Guiné-Bissau ter convidado o Partido da Renovação Social (PRS) para formar o próximo primeiro-ministro e consequente Governo, a expectativa continua em torno do quarto Executivo em 10 meses.

As atenções continuam concentradas nas negociações políticas que envolvem o grupo dos 15 deputados expulsos do PAIGC, ao que apuramos sob auspícios do Presidente José Mário Vaz, e o PRS, que desmentiu informações postas a circular de que teria declinado o convite do Chefe de Estado.

A VOA sabe que altos responsáveis dos renovadores disseram em determinados círculos que “o partido espera responder às exigências de momento”.

Nas ruas de Bissau a expectativa é crescente.

O docente Alex Mendes disse à VOA que o Presidente da República "deve assumir as suas responsabilidades, nomeando um novo Governo, porque o país não pode parar, outra vez, por muito tempo, sem Eoverno, sobretudo um país carrente, como o nosso".

Bubacar Baldé, estudante na Escola Nacional de Formação dos Professores, em Bissau, revela estar triste porque os estudantes têm sido vítimas da crise política no país.

“É muito triste para nós, os estudantes, por isso, estou muito preocupado com a situação”, reitera Baldé, enquanto Ermelinda Mandespede que “esse problema seja resolvido o mais rápido possível.

Para Mandes, “basta ver a situação das escolas e o sector de saúde, onde funciona apenas um hospital, o hospital militar”.

XS
SM
MD
LG